0

Operação ShowDown: GNR desmantela rede ilegal de apostas

A GNR desmantelou uma rede ilegal de apostas com ligações internacionais, que se centrava nos distritos de Braga, Porto e Viana do Castelo, numa acção que apelidou de Operação ShowDown.

A Guarda Nacional Republicana contou com o apoio da Eurojust (Unidade de Cooperação Judiciária da União Europeia) e da Europol (Serviço Europeu de Polícia), deteve nove suspeitos e constituiu 21 arguidos. Foram ainda apreendidos 50 veículos (com valor aproximado de um milhão e duzentos mil euros), 4 motociclos (no valor de 31 mil euros), 54 dispositivos informáticos (tablets, discos externos, pen drives e impressoras), também 36 computadores, 24 telemóveis e ainda quatro mil euros em dinheiro.

A investigação inerente à Operação ShowDown foi dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto.

«A atividade criminosa desmantelada consistia na disponibilização, gestão, pagamento e cobrança de valores relativos a apostas desportivas, as quais eram efetuadas mediante o acesso a sites disponibilizados em estabelecimentos comerciais»

A operação contou ainda com um efectivo de 138 militares da Unidade de Ação Fiscal e da Unidade de Intervenção, nela foram realizadas 41 buscas em várias localidades dos distritos de Porto, Braga e Viana do Castelo. Vinte dessas buscas foram em estabelecimentos comerciais que disponibilizavam essa oferta de apostas desportivas online de forma ilegal, chegando ainda a cinco empresas envolvidas nessas apostas, quinze habitações e/ou domicílios e ainda a um armazém que serviria de apoio a toda a actividade de jogo ilegal em Portugal.

Com ligações ao centro da Europa, a operação showdown contou com o apoio do Eurojust e Europol, tendo sido realizadas ainda buscas na Áustria e Alemanha, onde se encontravam os servidores da operação.

Os 9 detidos, pertencentes à rede ilegal de apostas, estão indiciados pelos crimes de exploração ilícita de jogos e apostas desportivas online, associação criminosa e também de fraude fiscal qualificada, e foram presentes esta sexta-feira a interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, tendo o juiz de instrução criminal decretado a prisão preventiva a um dos arguidos.

 

O que achou?
Love it
0%
Like it
0%
Meh..
0%
Not so good
0%
Hate it
0%
Comentários

    Deixe uma Resposta