0

Liquidez partilhada do poker online: o projeto vai concretizar-se em 2018?

Com o poker online em estado de declínio há anos, no verão passado os reguladores de quatro mercados europeus segregados decidiram que algo deveria ser feito e rapidamente. O regulador de jogo francês, ARJEL, iniciou discussões ao longo de um ano com seus homólogos de Itália, Espanha e Portugal, discussões que produziram o acordo compartilhado de liquidez de poker online neste verão.

O projeto de liquidez partilhada permitirá que os operadores licenciados nos quatro países juntem os seus grupos de jogadores numa tentativa de melhorar a rentabilidade nos respetivos mercados e impulsionar a atividade regulada de jogos online. Embora se esperasse que uma fase inicial da rede de liquidez partilhada fosse lançada até ao final do ano, mas mais tarde ficou claro que isso não aconteceria. Ainda assim, um progresso significativo foi feito em 2017 em relação à eventual realização do projeto. Aqui está o que os reguladores e outros participantes conseguiram fazer ao longo dos últimos 12 meses e como isso poderá contribuir para o sucesso da liquidez partilhada e para a ambicionada melhoria do poker online europeu.

Janeiro
Portugal conclui quadro de padrões técnicos de liquidez partilhada

O país completou o passo necessário para elaborar um quadro de padrões técnicos em relação ao projeto de liquidez partilhada no início de 2017. Basicamente, o quadro era importante, pois possibilitaria que operadores de poker com licença local combinassem os seus mercados de jogadores portugueses com os mercados de jogadores dos outros países participantes.

O conjunto de regras técnicas foi revisto pela Comissão Europeia e recebeu a aprovação necessária em abril, permitindo que Portugal participe no projeto de liquidez partilhada.

Winamax procura funcionários que falem italiano, espanhol e português

O operador francês de poker online, Winamax, deu a conhecer no final de janeiro que procurava funcionários que falassem italiano, espanhol e português para a expansão planeada em toda a Europa. Com isso, esta sala de poker revelou o seu interesse e a intenção de participar do projeto de liquidez partilhada. A Winamax é o maior operador de poker francês e provavelmente viu uma boa oportunidade para expandir-se para outras jurisdições reguladas através do esquema de liquidez compartilhada.

Fevereiro
PokerStars restringe o site francês apenas a jogadores locais

No início de fevereiro, a PokerStars anunciou que restringiria as suas operações francesas a jogadores localizados em França e seus territórios ultramarinos. Antes disso, o seu site .fr estava disponível para jogadores de outras jurisdições europeias nas quais as regulamentações locais não proibiam o acesso ao site de poker online.

Esta sala de poker online citou o ambiente regulatório em constante mudança como razão para a sua decisão, mas muitos também acreditam que esta decisão pode ter sido parcialmente motivada pelo lançamento em breve da rede de liquidez partilhada.

Julho
França, Itália, Espanha e Portugal assinam acordo de liquidez partilhada de poker online

Os reguladores de jogo online dos quatro países participantes assinaram o acordo de liquidez partilhada numa reunião especial em Roma, Itália, a 6 de julho de 2017. A assinatura do acordo concluiu um ano de negociações em relação ao projeto e sua eventual implementação. Mas embora tenha sido um passo importante para a realização do esquema de liquidez partilhada, o acordo não constituiu ainda o último passo para conseguir esse objetivo. Os reguladores ainda tinham muito a resolver antes que os operadores interessados pudessem juntar os seus grupos de jogadores dos quatro mercados segregados participantes.

Por exemplo, todos tiveram que apresentar requisitos técnicos e informações adicionais em relação à forma como os serviços de poker seriam fornecidos. França e Espanha produziram essa informação no final de julho, enquanto Portugal completou, também, esse passo nos meses seguintes.

Setembro
Itália falha prazo de chamada para pedidos de licenças

Inicialmente, esperava-se que a reguladora italiana de jogos de azar, Agenzia delle dogane e dei Monopoli, promovesse pedidos de novas licenças e renovações de licenças no final de setembro. No entanto, esse passo nunca foi dado e com isso, eventualmente, arriscou a entrada oportuna da Itália no projeto de liquidez partilhada. De acordo com informações recentes, a França desejava que o projeto arrancasse no início de 2018. Efetivamente, ao que parece, França, Espanha e Portugal poderão lançar a rede de liquidez partilhada dentro desse prazo. No entanto, espera-se que a Itália se junte um pouco mais tarde.

Outubro
Oposição italiana à liquidez partilhada

Políticos italianos, incluindo a deputada Paola Binetti e o senador Franco Mirabelli, estiveram entre as figuras poderosas que expressaram oposição ao esquema de liquidez partilhada de poker online. Segundo eles, e outros membros da elite política de Itália, o projeto de liquidez partilhada criaria condições para atividades ilegais e aumento das taxas de dependência do jogo.

Winamax compra licenças italianas e contrata novos embaixadores

Enquanto os políticos italianos expressavam a sua opinião contra o projeto de liquidez partilhada, a Winamax comprou a licença de iGaming italiana da marca de apostas online bet-at-home. Isto tornaria mais fácil ao operador de poker francês entrar no mercado italiano do que se tivesse esperado que o regulador local iniciasse o processo de inscrição para a concessão de novas licenças.

Como parte de sua estratégia para entrar nos quatro mercados que participam do projeto de liquidez partilhada, a Winamax adicionou dois novos embaixadores à sua equipa. O italiano Mustapha Kanit e o espanhol Adrian Mateos foram recrutados para promover a marca francesa de poker nos seus países e em toda a Europa.

Dezembro
PokerStars recebe a primeira licença de liquidez partilhada

No início deste mês, a PokerStars tornou-se a primeira operadora de poker online a receber luz verde para participar do projeto de liquidez partilhada do regulador francês iGaming, ARJEL. Nos termos da sua licença, a PokerStars terá que garantir que funde os seus jogadores somente nas quatro jurisdições participantes. Neste ponto é interessante notar que a PokerStars é o único operador de poker online que tem licença para operar em cada um dos quatro países e muitos acreditam que será o único grande vencedor do próximo lançamento do esquema.

Expectativas
Parece que a França está a pressionar para o lançamento no início de 2018 do projeto de liquidez partilhada. O país foi, na verdade, o principal impulsionador de todo o esquema, quando aprovou uma lei no verão passado que permitiu o inicio das negociações de liquidez partilhada com outros países interessados.

Conforme relatado no início deste mês, Espanha e Portugal podem estar prontos para participar do projeto no lançamento. Quanto à Itália, provavelmente terá que aguardar um pouco mais, já que ainda necessita de renovar as licenças dos atuais interessados no setor iGaming e emitir licenças para novos operadores. Acredita-se que o país entrará no projeto mais tarde, ainda em 2018. Mas ainda não é certo que isso aconteça nem como o esquema de liquidez partilhada afetará o ambiente de poker online dos quatro países participantes e da Europa como um todo.

Em Shared Online Poker Liquidity Progress: Will the Project Go Live in 2018?

Venha conhecer os melhores casinos online! Encontre os melhores bónus e Casinos Online e comece, hoje mesmo, a jogar aqui no Casinotodo!

O que achou?
Love it
0%
Like it
0%
Meh..
0%
Not so good
0%
Hate it
0%
Comentários

    Deixe uma Resposta